Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

Emoções embalaram a entrega do Oscar Honorário a Chaplin

Imagem
Por Hallyson Alves
O dia 26 de fevereiro de 1972 foi histórico para a Academy of Motion Picture Arts and Sciences, responsável pela entrega da Academy Awards, ou o conhecido Oscar. Foi o dia reservado para a entrega do prêmio especial, à Charles Chaplin, por sua "incalculável influência ao fazer do cinema a forma de arte do século". O público estava claramente emocionado em estar frente a frente com um dos maiores artistas do cinema. A ovação foi a maior da história do Oscar, doze minutos no total, nunca sendo superada, mesmo que já tenham se passado mais de quatro décadas desde o evento.
A homenagem (uma clara tentativa de Hollywood de reparar um erro histórico em esnobar o trabalho de Chaplin ao longo de décadas de acusações, em que diziam ser ele comunista), foi a segunda entrega da estatueta para o artista, que havia sido entregue, primeiramente, em 1929, pelo filme "O Circo".

Em seu livro "Chaplin - Uma biografia definitiva", David Robinson dá detal…

Gato por lebre: Chaplin e suas frases nunca ditas

Imagem
Por Hallyson Alves
É muito comum encontrarmos, nas páginas da internet, frases que são atribuídas a Charles Chaplin. E justamente pelo excesso de autorias é que muitos internautas questionam sua veracidade. Na maioria dos casos, não passa de mero equívoco, tendo algumas destas, inclusive, a autoria de outros personagens famosos. No início da nossa jornada pelo Blog Chaplin, também caímos nesse erro, quando publicamos um dos textos mais famosos que - erroneamente - é atribuído à autoria de Chaplin: Quando me amei de verdade.
Só após o aumento da audiência do nosso blog, através do contato de uma leitiora, é que fomos informados sobre o erro. Na verdade, o texto publicado pertencia à autora Kim McMillen. Após o ocorrido, mesmo passados 6 anos, esse é o post mais acessado em nosso blog e sempre vem de buscas, cuja pesquisa é: "Quando me amei de verdade, de Charles Chaplin". Surge então a pergunta? Como saber se uma frase é ou não de Charles Chaplin?
Bem, essa é uma questão um …

A Carlito - Carlos Drummond de Andrade

Imagem
Velho Chaplin:
as crianças do mundo te saúdam.
Não adiantou te esconderes na casa de areia dos setenta anos
refletida no lago suíço.
Nem trocares tua roupa e sapatos heroicos
pela comum indumentária mundial.
Um guri te descobre e diz: Carlito
CARLITO - ressoa o coro em primavera.

Homens apressados estacam. E readquirem-se.
Estavas enrolado neles como bola de gude de quinze cores,
concentração do lúdico infinito.
Pulas intato da algibeira.
Uma gerra e outra guerra não bastaram
para secar em nós a eterna linfa
em que, peixe, modulas teu bailado.
O filme de 16 milímetros entra em casa

por um dia alugado
e com ele a graça de existir
mesmo entre os equívocos, o medo, a solitude mais solita.

Agora é confidencial o teu ensino,
pessoa por pessoa,
ternura por ternura,
e desligado de ti e da rede internacional de cinemas,
o mito cresce.

O mito cresce, Chaplin, a nossos olhos
feridos do pesadelo cotidiano.
O mundo vai acabar pela mão dos homens?
A vida renega a vida?
Não restará ninguém para pregar
o último rabo de papel na…

Um Rei em New York: a resposta de Chaplin aos EUA

Imagem
Por Hallyson Alves
Quando se fala sobre os filmes de Charles Chaplin, naturalmente são evidenciados os grandes clássicos como: Luzes da Cidade, Tempos Modernos, O Grande Ditador, entre outros, que foram, sobretudo, sucesso de bilheteria. Entretanto, figura entre essas grandiosas e inesquecíveis produções, apesar de pouco conhecido, um filme que merece ser inserido entre as obras de arte de Chaplin: Um Rei em New York, penúltimo filme do artista e último em que atua (em "A Condessa de Hong Kong" ele faz apenas uma pequena ponta, como camareiro do navio).
O autor deste texto reconhece que demorou um pouco para assistir esse filme, entretanto, vê-lo, ainda que tardiamente, proporcionou uma experiência inesquecível, sobretudo levando em consideração o contexto histórico em que foi realizado e conhecendo os motivos para que Charles Chaplin produzisse um filme com um humor tão peculiar. Entre os estudiosos da história do cinema e da vida e obra de Chaplin - um dos maiores artistas…