Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Vocês ainda não leram nada! A história do cinema mudo por Celso Sabadin

Imagem
Por Diogo Facini
Um período recheado de inovações, quando ninguém sabia ao certo o que estava acontecendo e o que estava por vir. Um período de possibilidades, formado por pessoas que desbravavam caminhos que maravilhavam o mundo. Um período de sonhos, mas também conflitos, batalhas, em que alguns saíram vitoriosos e muitos ficaram esquecidos. Essas e outras características podem ser atribuídas a um período do cinema muitas vezes pouco lembrado, mas fundamental para o seu estabelecimento e o de praticamente tudo o que veio depois, e que é tratado e retratado em uma grande obra. O livro “Vocês ainda não ouviram nada: A barulhenta história do cinema mudo”, escrito pelo crítico, teórico de cinema e cineasta Celso Sabadin, publicado pela Summus Editorial, e que atualmente se encontra em sua terceira edição (2009) é uma obra fundamental, tanto para as pessoas que se interessem por algo do cinema mudo ou mesmo do cinema em geral, e que queiram conhecer a sua história, quanto para estudioso…

Chaves foi inspirado no "Garoto", de Chaplin?

Imagem
Chaves foi inspirado no "Garoto", de Charles Chaplin? Essa é uma pergunta que, frequentemente, diversos leitores nos fazem, através de e-mails e das redes sociais. No episódio do álbum de fotografias (versão produzida por volta do ano de 1978), em que Chaves chega à vila e encontra o Seu Madruga tirando uma foto da Chiquinha, ele está muito parecido com o personagem-título do filme O Garoto, de Charles Chaplin (1921) - um "chavo" (garoto) que, portanto, surgira muitos anos antes do personagem mexicano. Por tamanha semelhança, muitas pessoas têm dúvidas se o personagem de Roberto Gomes Bolaños (ou Chespirito, como é conhecido no México) recebeu a influência do Garoto, criado por Chaplin. Veja uma parte do episódio: [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ea8sOt0yp3Y] Certamente, Bolaños sempre teve uma grande admiração por Charles Chaplin e até realizou algumas homenagens ao artista. Na década de 1970, começou a interpretar o principal personagem criado por Chaplin…

O cinema mudo português e seus “Charlot’s”

Imagem
Por Lívia Andrade
O cinema português tem suas origens em 1896, ano em que foi exibido o curta-metragem de Aurélio Paz dos Reis, na cidade do Porto. O curta se chama “Saída do pessoal da Fábrica Confiança” e é uma réplica do filme dos irmãos Lumière “La Sortie de l'usine Lumière à Lyon” - um dos primeiros filmes do cinema.
O Vagabundo nascia em 1914, e já pouco tempo depois teve um sucesso mundial. Em Portugal, alguns de seus principais representantes do cinema mudo viram o querido Charlot como exemplo de personagem. Tiago Baptista, que é especialista em cinema mudo da Cinemateca Portuguesa, salienta: “Reflectindo os gostos da época e aquilo que era o cinema estrangeiro mais visto e mais apreciado no Portugal dos anos dez, muitos destes filmes são comédias inspiradas muito directamente nos filmes de Chaplin.”. Um deles é o argentino Hector Quintanilla, mais conhecido como Cardo, que realizou filmes dirigidos por Ernesto de Albuquerque claramente inspirados em Charlot. Três filmes …

A fantástica estátua viva de Carlitos

Imagem
A estátua humana do pequeno vagabundo, personagem central da obra de Charlie Chaplin, parece tão realista, que você nunca saberia que ela não é uma estátua real, até o momento em que ela te faz rir.
O trabalho de composição da estátua humana foi realizado com grande cuidado e, mesmo aproximando-se bastante dela, é possível acreditar que foi confeccionada com ferro fundido. Sua jaqueta foi feita sob medida, a partir de um exame cuidadoso do modelo original e até mesmo os grandes sapatos foram fielmente reproduzidos. Toda a roupa é o produto de um trabalho de quase um ano e amor de um perfeccionista por cada detalhe. O próprio Chaplin certamente ficaria orgulhoso de uma estátua tão bem feita. É, sem dúvida, a coisa mais próxima de Charlie Chaplin, fora da grande tela de cinema, e absolutamente uma estátua viva como nenhuma outra há. O idealizador da escultura humana é o Almirante Lord Nelson que, de tão convincente, é convidado para inúmeros eventos, do tipo: recepções de casamento, fe…

O visual de Carlitos: a moda atual e a mensagem de Charles Chaplin

Imagem
A composição do visual de Carlitos é uma reunião de elementos que estão presentes na vestimenta comum do final do século XIX: traje completo, com sapatos, calça social, paletó, camisa e colete debaixo do paletó, gravata, chapéu coco e, como foi visto em alguns filmes, havia até um lenço branco no bolso esquerdo. Contudo, suas roupas foram escolhidas para provocar estranheza: as calças eram muito largas, o paletó apertado, uma bengala de bambu servia para atribuir-lhe uma irônica pomposidade em meio à sua miséria e o bigode, que inicialmente era um recurso para esconder a pouca idade de Chaplin (25 anos), deu respeitabilidade ao personagem; seus sapatos eram bastante grandes e velhos, os pés ficavam sempre entreabertos e o chapéu-coco era um modismo da época. Assim o personagem Carlitos aparecia duplamente controverso. Por um lado, podemos considerá-lo desajustado para a sociedade, porque suas roupas velhas e fora de sua medida demonstravam a pobreza de quem aproveitou as vestes que t…