Chaplin, o filme




O filme Chaplin (1992), dirigido por Richard Attenborough é considerado pela crítica como uma das melhores biografias já produzidas. A obra relata a vida de Charlies Chaplin, um dos maiores gênios do cinema, desde a sua infância até o recebimento do Oscar Especial, em 1972, bem como das inúmeras ligações amorosas e os problemas de ordem política, que o levaram a ser expulso dos Estados Unidos.
Chaplin ganha vida com a atuação de Robert Downey Jr, indicado ao Oscar de melhor ator, pelo papel. A semelhança física de Downey Jr com Charlie Chaplin é, de fato, surpreendente.
A produção teve a direção de Richard Attenborough (Gandhi, 1982), cuidadoso com os detalhes dos cenários e fatos que marcaram a vida de Charles Chaplin.
Como toda obra cinematográfica, o filme deixa de fora algumas informações, que evidentemente tornaria o filme mais longo.

Curiosidade: A atriz Geraldine Chaplin interpreta sua própria avó na vida real.






Veja abaixo o trailler.





Ficha Técnica

Título Original: Chaplin
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 144 minutos
Ano de Lançamento (EUA): 1992
Estúdio: TriStar Pictures / Carolco Pictures / Le Studio Canal+ / RCS Video
Distribuição: TriStar Pictures
Direção: Richard Attenborough
Roteiro: William Boyd, Bryan Forbes e William Goldman, baseado nos livros de David Robinson e Charles Chaplin
Produção: Richard Attenborough e Mario Kassar
Música: John Barry
Direção de Fotografia: Sven Nykvist
Desenho de Produção: Stuart Craig
Direção de Arte: Mark W. Mansbridge
Figurino: Ellen Mirojnick e John Mollo
Edição: Anne V. Coates

Premiações:

BAFTA 1993 (Reino Unido) Venceu na categoria de Melhor Ator (Robert Downey Jr.).
Oscar 1993 (EUA) Recebeu três indicações, nas categorias de Melhor Ator (Robert Downey Jr.), Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora.
Globo de Ouro 1993 (EUA) Recebeu três indicações, nas categorias de Melhor Ator - Drama (Robert Downey Jr.), Melhor Atriz Coadjuvante (Geraldine Chaplin) e Melhor Trilha Sonora. Indicado nas categorias de Melhor Desenho de Produção, Melhor Maquiagem e Melhor Figurino.
Festival de Moscou 1993 (Rússia)
Indicado ao prêmio Golden St. George. British Society of Cinematographers 1992 (Reino Unido) Sven Nykvist foi indicado na categoria de Melhor Fotografia.
Fantasporto 1993 (Portugal) Indicado na categoria de Melhor Filme.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Era Charles Chaplin ateu?

O caso do roubo do túmulo de Chaplin (1978)

A questão de gênero no filme Tempos Modernos (Chaplin, 1936)