Filmes clássicos de Charles Chaplin viram livros

Em homenagem aos 120 anos de Charlie Chaplin, a Martins editora lança o livro homônimo do filme Em busca do ouro, de 1925. Ricamente ilustrada, a obra aproxima o leitor infanto-juvenil de um clássico do cinema, estreitando os laços entre a sétima arte e a literatura. Tanto o livro quanto o filme mantêm uma linguagem suave e lúdica, transformando uma história triste em comédia, relatando a história de Carlitos, um pobre vagabundo, que vai tentar a vida como garimpeiro, no Alasca. Enfrentando o frio, a fome e a truculência de um bandido, ele mantém a esperança e o bom-humor, apresentando soluções criativas para as dificuldades que vão surgindo. Sempre educado e prestativo, Carlitos tem trejeitos refinados como o de um cavalheiro. Mesmo extremamente pobre, mantém a dignidade e a altivez. E se apaixona por uma bailarina chamada Geórgia, com quem tem encontros e desencontros. A autora, Laurence Gillot, e o ilustrador, Olivier Badez, conseguem captar o espírito do filme e a sensibilidade artística do universo particular de Chaplin. A história é contada com simplicidade e doçura; as imagens são expressivas, com cores contrastantes. No últimas páginas do livro tem um capítulo sobre o filme e as filmagens (truques e efeitos especiais), com curiosidades e informações sobre os atores e o diretor. O leitor fica sabendo, por exemplo, que a cena de Chaplin comendo o próprio sapato e seu barbante é inspirada em fatos reais.



Em Busca do Ouro


Em Busca do Ouro

Autor: Laurence Gillot (França, 1969)
Ilustrações: Olivier Balez
Tradução: Estela dos Santos Abreu
ISBN: 978-85-61635-15-2 60 pp.
Valor: R$ 24,80

Fonte: Martins Editora



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Era Charles Chaplin ateu?

O caso do roubo do túmulo de Chaplin (1978)

A questão de gênero no filme Tempos Modernos (Chaplin, 1936)