Postagens

Mostrando postagens de 2018

Redescoberto filme de Charles Chaplin, nunca lançado comercialmente

Imagem
Do site Filmspot
Considerado como "o maior mistério do catálogo Chaplin", "The Professor" foi realizado por Charles Chaplin em 1922 e nunca conheceu exibição comercial. Agora, graças a uma vasta pesquisa historiográfica nos arquivos de Charles Chaplin e a um trabalho de reconstrução pela Cineteca di Bologna, é possível ver o filme quase na íntegra:
Entre os motivos que impediram a estreia comercial de "The Professor", e respectiva inclusão na filmografia oficial de Chaplin, salienta-se uma série de "desavenças comerciais" entre o ator e a First National, a produtora de títulos como "Vida de Cachorro" (1918), "O Garoto" (1921) e, sobretudo, "Pastor de Almas" (1923), que seria o último filme realizado por Chaplin para aquela chancela.
Apesar de o argumento ser basicamente constituído por cenas não utilizadas de outros filmes, tal fato não impede que "The Professor" seja mais um objeto revelador do gênio de C…

A infância de Charles Chaplin na Londres vitoriana

Imagem
Charlie Chaplin nasceu na região de Lambeth, Londres. Segundo Robinson (2012, p.16), autor de uma de suas biografias, ele referia-se a East Street como East Lane, um costume dos moradores locais, na Westminster Bridge Road. Está próximo a Walworth, um setor localizado no sul de Londres, que posteriormente ele teria confirmado ser, de fato, o seu local de nascimento. Logo depois ele relata, em sua autobiografia, que a família mudou-se para West Square, em St. Georges Road, Lambeth, a parte elegante de East Lane. 
      Entre o ano do seu nascimento, em 1889, até 1902, aos três anos de idade, Charlie Chaplin gozava de uma relativa boa condição de vida, pelo menos em relação aos milhares de moradores da metrópole, em condições de miséria, principalmente por seus pais trabalharem no meio artístico, realizando apresentações de espetáculos do teatro de variedades, muito popular e parte integrante da cultura londrina. Ele lembra que usufruía de uma próspera situação financeira, que prop…

Luzes das Cidades Chaplinianas

Imagem
A dissertação de mestrado do autor deste blog, Hallyson Alves Bezerra, intitulada, "Luzes das cidades chaplinianas: as recepções das urbs representadas na obra de Charles Chaplin (1914-1957)", foi apresentada à banca do Programa de Pós-Graduação em História, da UFCG, no dia 02 de abril de 2018. Composta pelos professores Celso Gestermeier do Nascimento (examinador interno), Everton Luís Sanches (Examinador externo) e Antônio Clarindo Barbosa de Souza  (orientador), a banca avaliou o trabalho e concluiu que o mesmo foi Aprovado. A defesa, ocorrida na Universidade Federal de Campina Grande, encerra uma fase de dois anos de pesquisa acadêmica sobre a relação Cinema-História, sendo a dissertação o resultado de um estudo sobre Cidades, uma vez que o autor esteve vinculado à Linha de Pesquisa 1: Cultura e Cidades, do PPGH.
Abaixo, segue o resumo do trabalho, que em breve será publicado:
Charles Spencer Chaplin é um dos precursores da indústria cinematográfica hollywoodiana, deixa…

A solidariedade de Carlitos e o sentido de existência

Imagem
Por Everton Luís Sanches*

Recentemente em meu trabalho “Os desafios da interdisciplinaridade e a construção de sentido na contemporaneidade”, por ocasião da realização de meu pós-doutorado, tratei da atribuição de sentido na atualidade e relacionei o personagem Carlitos de Charles Chaplin como exemplo. Gostaria nesse momento de compartilhar de maneira simples alguns resultados de minha pesquisa. 
Vivemos um período bastante conturbado. Toda semana temos notícias de alguém em alguma parte do mundo demonstrando sua insatisfação com a vida e sua falta de sentido de existência com ataques armados, atropelamentos voluntários e diversas formas de desvalorização pura e simples da vida. Para além das doutrinas fundamentalistas que mantém seu credo além-mundo - e no limite incluindo-as devido à sua falta de esperança na vida material - a mensagem que fica, oferecida de diferentes formas, é que viver não vale a pena e que a ilusão dos que vivem nesse descaminho contínuo deve acabar, para que dian…